Estudo propõe reconsiderar nome de Machu Picchu, no Peru; entenda

A partir de documentos antigos, pesquisadores do Peru e dos EUA sugerem que há evidências de que a antiga cidade inca se chamava, na verdade, Huayna Picchu

REDAÇÃO GALILEU - 23 MAR 2022

Símbolo do Império Inca, o cenário cinematográfico de Machu Picchu atrai milhares de turistas ao Peru todos os anos, sendo uma das atrações mais visitadas na América Latina. Entretanto, o local ainda é cercado de mistérios para a comunidade historiográfica, sendo uma delas seu nome.

O historiador Donato Amado Gonzales, do Ministério da Cultura do Peru, e o arqueólogo Brian S. Bauer, da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, revisaram notas de campo de 1911 do explorador norte-americano Hiram Bingham, além de mapas da região do início do século 20 e documentos de terras centenários em diferentes arquivos.

Em artigo publicado na Ñawpa Pacha: Revista de Arqueologia Andina, os pesquisadores concluem que os incas originalmente chamavam o local de Huayna Picchu, em referência ao cume rochoso que fica próximo à antiga cidade, e não Machu Picchu.

A pesquisa evidencia que as ruínas de uma cidade inca chamada Huayna Picchu são mencionadas em um atlas de 1904, publicado sete anos antes de Bingham chegar ao Peru. Além disso, há documentos que detalham que Bingham foi informado em 1911 de ruínas chamadas Huayna Picchu ao longo do rio Urubamba antes de deixar Cusco para procurar o local.

Fonte: Estudo propõe reconsiderar nome de Machu Picchu, no Peru; entenda - Revista Galileu | Arqueologia (globo.com)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

LA LÁPIDA DE PAKAL REPOSA DE NUEVO SOBRE EL SARCÓFAGO

O engenhoso segredo da sobrevivência dos maias

Huyen culebras de recinto Olmeca