quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Quatro múmias "intactas" de 1.150 anos são encontradas no Peru

Reuters/Brasil Online

LIMA (Reuters) - Quatro múmias de 1.150 anos, provavelmente três crianças e uma mulher adulta, foram encontradas em um complexo cerimonial anterior aos Incas na capital do Peru, disse na quarta-feira uma responsável pela descoberta.

Os restos pertenciam à cultura Wari ou Huari, que se desenvolveu entre os anos 600 e 1.000 depois de Cristo -antes do Império dos Incas- ao longo de quase toda a costa peruana atual e parte dos Andes do país sul-americano.

"Encontramos uma tumba intacta desta época... no interior foi possível observar que há um pacote principal e três acompanhantes que pelo tamanho se tratariam de crianças", disse à Reuters a arqueóloga Gladys Paz, uma das especialistas que trabalhou na importante descoberta.

As múmias estavam na parte superior da maior pirâmide do complexo Huaca Pucllana, construída pelos antigos habitantes de Lima e que foram dominados pela cultura Wari.
Huaca Pucllana é um sítio cerimonial localizado no distrito residencial de Miraflores, em Lima.

No complexo já foram encontradas múmias e oferendas em condições precárias. Ele é considerado por especialistas como uma caixa de Pandora no Peru, onde os maiores restos arqueológicos estão fora de Lima ou em lugares como Cusco, que foi a capital do Império Inca e que sucumbiu ao domínio espanhol no século 16.

O Império Inca, cuja capital foi Machu Picchu, se estendeu até o norte do Chile e o sul do Equador e Colômbia.

Junto aos restos, foram encontrados vários objetos de cerâmica, bolsas de tecidos decorados com desenhos amorfos, cestos de junco e milho.

A múmia mais conservada no Peru é a denominada "Juanita", cujos restos congelados durante 500 anos foram descobertos em 1995 no sul do país, a 6.380 metros sobre o nível do mar.

(Por Marco Aquino e reportagem adicional da Reuters TV)

Fonte: http://oglobo.globo.com/cultura/mat/2010/10/20/quatro-mumias-intactas-de-1-150-anos-sao-encontradas-no-peru-922830642.asp (20/10/2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário