sábado, 20 de novembro de 2010

Seca no Amazonas fez surgir imagens rupestres esculpidas em rochas no fundo do Rio Negro

Foto: Akira Tanaka

O Globo

SÃO PAULO - A seca que fez baixar o nível dos rios do Amazonas permitiu uma descoberta interessante para a arqueologia. Gravuras rupestres de rostos foram encontradas em rochas que estavam submersas numa das margens do Rio Negro, próximo ao encontro com as águas do Rio Solimões, em Manaus, no Amazonas. As imagens são feitas em baixo relevo e segundo arqueólogos que estudam a região da Amazônia podem ter sido feitas entre 2.000 e 5.000 anos atrás por índios que habitavam o local. Mas elas ainda são um mistério que intriga os especialistas.


As imagens foram descobertas por pescadores no dia 25 de outubro, um dias depois de o Rio Negro atingir o mais baixo nível desde 1902. No dia 24 de outubro o nível do Rio Negro chegou 13,63m. As imagens foram fotografadas pelo engenheiro florestal Akira Tanaka, do Centro de Projetos e Estudos Ambientais do Amazonas. As fotos foram distribuídas a arqueólogos, que vão tentar desvendar o mistério das 'carinhas'.

Segundo o engenheiro, há mais de dez rostos desenhados nas pedras. No local, já existe um sítio arqueológico.

Fonte: http://amazoniainforma.blogspot.com/2010/11/seca-no-amazonas-fez-surgir-imagens.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+AmazoniaInforma+(AMAZ%C3%94NIA+INFORMA) (18/11/2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário