domingo, 20 de fevereiro de 2011

Lajedo de Soledade

Foto: Rodrigo (http://www.1000dias.com/rodrigo/?p=4)

Apodi, RN

Ocorrência peculiar de
megafauna fóssil quaternária
no Nordeste do Brasil


Texto de
Kleberson de Oliveira Porpino
Valdeci dos Santos Júnior
Maria de Fátima Cavalcante Ferreira dos Santos

O LAJEDO DE SOLEDADE (município de Apodi,
Rio Grande do Norte) constitui um importante sítio
paleontológico/arqueológico da região semi-árida do
nordeste brasileiro e um monumento natural de rara
beleza cênica. Compreende um extenso pavimento
cárstico recortado por um singular sistema de ravinas,
desenvolvido sobre o mais amplo afloramento
carbonático pertencente à seção inferior da Forma-
ção Jandaíra (Cretáceo Superior, Bacia Potiguar). Os
vestígios arqueológicos compreendem fragmentos
cerâmicos, material lítico da fase da pedra polida e
registros rupestres. Dentre esses, destacam-se os re-
gistros rupestres pela abundância e variedade. Os ves-
tígios paleontológicos incluem restos de vertebrados
quaternários, principalmente mamíferos, ocorrentes nos
sedimentos clásticos que preenchem as ravinas, além
de fósseis relacionados à fauna marinha típica da For-
mação Jandaíra. A preservação do Lajedo é assegu-
rada pela Fundação Amigos do Lajedo de Soledade e
pelo envolvimento da comunidade local.

O texto completo com 10 páginas, fotos e ilustrações, pode ser lido em:

http://docs.google.com/viewer?a=v&q=cache:_gvzXbErqOMJ:ig.unb.br/sigep/sitio127/sitio127_impresso.pdf+Lajeado+de+soledade%2Bpinturas+rupestres&hl=pt-br&gl=br&pid=bl&srcid=ADGEESircO0P0Jv428NMPZu59JypZ7MEfpD6X5WdKLxFAhmiYN6DrM1uDMwkJ6dxvfQfwGf5CJnz3KkUrJVXEiA1_A4tEG06sE8XDnF46lj-wn7x0mYI2Evgb5Ud5i02W3l-63Hf0Ae4&sig=AHIEtbQ-ACMydnTs0DFe3ubPaEdbmKln6Q

Nenhum comentário:

Postar um comentário